Vendendo emoções

O surgimento das novas tecnologias, novos instrumentos de comunicação cada vez mais ágeis e cada vez mais dinâmicos criou uma geração de consumidores que querem mais do que apenas o produto em si. Querem mais. Percebendo isso as empresas entenderam essa necessidade e passaram a vender mais do que um objeto, mas vender emoções. “Magazine Luiza – Vem ser feliz!”, um slogan que ultimamente tem martelado a cabeça dos telespectadores.

A gigante varejista Magazine Luiza , traz em suas chamadas além da proposta de felicidade a criação de um personagem virtual, a “Lu”, que está sempre a postos para ajudar os consumidores e encontrar as melhores ofertas sempre. A personagem é representada através de uma reprodução em 2D de uma mulher jovem, articulada e prestativa. Possui inclusive um portal especial chamado Portal da Lu , onde a personificação do espírito atencioso da loja dá dicas e esclarece dúvidas sobre produtos e serviços da Magazine.

Magazine LuizaTudo está ligado a emoção. Ao sentimento de acolhimento que a loja se propõe a fazer. Enquanto os concorrentes anunciam através de chamadas quase que pirotécnicas e aos berros, a Magazine Luiza vem na contramão, oferecendo seus produtos através de um “conforto” de um lugar que não só te dá preços, mas facilidades, tranquilidade e atenção.

Numa ação parecida com esta, uma marca de farinha de trigo foi além do mero anúncio e criou uma campanha baseada em sonhos. A Finna , através da agência Propeg criou a campanha Sonhalize a qual exibe vídeos com histórias de mulheres que realizaram sonhos. Estes estão ligados ao consumo do produto, que por sua vez está diretamente ligado a possibilidade de concretização de um desejo pessoal. A Finna, deixou de vender farinha de trigo pra vender sonhos.

É curioso e instigante ver em ambos os casos as ferramentas utilizadas para buscar a resolução para a distância que existe entre as matrizes empresariais e seus consumidores: Trazer o cliente para a empresa, aproximá-lo do produto, fazê-lo crer que há alí algo mais do que simplesmente vender, mas mudar suas vidas através da criação de tendenciosos laços afetivos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s